Imigrantes alemãs e suas festas na primavera

Deutsches Fest Ein Prosit

Já me questonei muito tempo por que a maioria das festas e celebrações alemãs no Brasil sempre acontecem na temporada a primavera, especialmente no mês de outubro: Bananenfest em Corupá, Fenarreco em Brusque, Festa do Imigrante em Timbó, Kegelfest em Rio do Sul, Musikfest em São Bento do Sul, Oberlandfest em Rio Negrinho, Oktoberfest de Itapiranga em Itapiranga, Oktoberfest em Blumenau, Schützenfest em Jaraguá do Sul e o Tirolerfest em Treze Tilias.

Acredito que seja pela tradição Alemã e pelo clima típico com enormes mudanças e preparações para o frio rígido. Pois, para se prepararem para o inverno, os alemães recolhiam e armazenavam no porão as batatas,  cenouras, cebolas etc. que cresciam durante o verão. As  frutas eram conservadas como geléias e marmeladas (Schmier). Eram produzidos diversos tipos de vinhos com uvas e maçãs e claro a cerveja com o lúpulo e malte. Para os animais eram secos o feno e o capim.

Todas essas preparações eram abençoadas e celebradas antes que o inverno chegasse e a terra se fechasse.

Essas tradições foram levadas para os diversos continentes com a imigração alemã, e assim as festas típicas são práticadas desde a Europeu aos locais com descendência alemã. E mesmo que o clima não seja o outono e sim a primavera como aqui no Brasil a festa continua.

Mais tarde vou falar da gastronomia dos descendentes alemães.

Até lá, Chef Heiko Grabolle.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s