Para os alunos de gastronomia

Ser aluno de gastronomia não é fácil!

Aceitação da profissão, horário de trabalho e o pequeno salário são fatores que fazem muitas pessoas repensarem a escolha. E nem comecei a falar sobre as condições pesadas, o stress e o cheiro que impregna na roupa, nas mãos, no cabelo… alguns já devem ter se perguntado: Por que escolher a cozinha como o lugar de trabalho? Não é melhor frequentar o escritório? Trabalhar num banco? Ser professor?

Vale a pena investir numa carreirea de cozinha? Para esta pergunta a minha resposta pessoal é SIM!

Além do prazer de produzir e criar um delicioso e saboroso prato, ele pode fazer isso em qualquer lugar do mundo. Então, esta profissão oferece possibilidades para viagens. Como o assunto é muito jovem no Brasil as oportunidades são gigantes, pois não é só de cozinha que o chef vive, mas como mestre, pesquisador de novos produtos na industria alimentícia, foodstyling, e outras que estão por vir.

Meu blog é um exemplo de que não é só de cozinha que um chef vive. Seguem fotos de equipes de viagens e trabalhos pelo mundo e este post sobre os 10 motivos para ser cozinheiro/a:

Abraços e bons estudos,

Chef alemão Heiko Grabolle.

Chef alemão

Viajando - pesquisa, cultura, tecnologia e descoberta

Chef alemão

Ensinando - dedicação, conhecimento, metodologia e desenvolvimento

Chef alemão

Food styling - criação, inovação, precisão e arte

Palestrante - ser formador de opinião

Abraços e boa sorte!

Chef alemão Heiko Grabolle

Anúncios

8 Respostas para “Para os alunos de gastronomia

  1. esse texto eh bem a realidade..
    sou estudante d gastronomia e tua aluna.
    realmente o cheiro fica impregnado na roupa, cabelo, mãos,
    na apostila. etc.
    por isso tem que amar o que faz!

  2. Sou estudante de gastronomia, amo o que faço, e para mim não tem cheiro mais gostoso do que aquele cheiro impregnado no corpo e vc tem a certeza nesse momento que vc está sim no lugar certo. E qdo vc ainda recebe elogios por aquilo que fez, ai sim, não existe nenhum cheiro mais gostoso do que sua auto-estima se elevando e vc ver estampado no rosto de outro pessoa que aquele prato realmente a supreendeu e vc alcançou todas as expectativas sonhadas e imaginadas

  3. Carmelita Bocater Bittencourt

    Eu gostaria de saber qual o total desses estudantes que desistem da profissão? Não são cursos baratos. A procura é grande e pelo que vc escreve é um trabalho que requer uma dedicação, amor, estudo, pois tudo vai sendo recriado, mas acho que depois vale a pena. Se eu estivesse no Rio de Janeiro, moro no interior de Minas, já teria feito algo a mais, me interessado mais e amado mais. Um abraço, Carmelita.

  4. Chef vc falou tudo! Abraços! Amei a foto do navio ! Que maravilha e bela esperiência! Abraços

  5. Caros amigos, aproveito para concordar com o Chef Heiko e com os colegas que aqui comentaram. Aproveito para falar dessa profissão tão maravilhosa que nos faz repensar o que venha a ser um Chef, o que venha ser uma cozinha de hoje e a cozinha do passado. Sou gastronômo de formação e presenciei vários casos de desistência e decepções. Muitos queriam ser, ou se achar chefe de cozinha, mas, viram que é uma verdadeira correria, tem que gostar, tem que conhecer sempre. O conhecimento, a técnica, o carinho com o alimento e com todos os atores dessa grande peça, são fundamentais nesse processo. Hoje prático, ou tento, (kkk) uma cozinha com sustentabilidade, com respeito aos colaboradores e principalmente aos comensais. Gosto de resgatar alguns produtos da nossa região como: Araçá, maracujá açú, coco-de-catolé, burití, goma, e tantas coisas da nossa região. Vejo a gastronomia como uma área de inclusão, de novos talentos, de novas descobertas.
    Um grande abraço à todos e obrigado pelo espaço Chef Heiko.
    ADILSON SANTANA.

  6. Heiko…
    Vc sabe o que fala, e é por pessoas como vc que não desisto!!! Obrigada

  7. Deixo meu recado em versos
    Não me esqueci quem fui
    Apesar de já não ser
    Aquela que antes fora.

    Vida nova começou na cozinha
    Sobre a outra que findou
    Para no presente
    Ser, afinal,
    A mesma criatura.

    Tropecei, caí
    Do chão me levantei
    E em frente continuei
    O caminho que tracei.
    A cozinha

    Contra ventos e marés
    O sonho é meu guia
    Hei – de sempre conseguir
    Vencer qualquer revés.

    E ai está na minha Segunda Edição.
    Hoje com muita luta,
    Sou professora do curso de Gastronomia Fátima Lima
    Amo a cozinha e realizo sonho daquele que enfrenta obstáculo para chegar
    A ser um Chef de Cozinha.
    Chef Fatima Lima João Pessoa – Paraiba

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s