Desafios da profissão chef x cozinheiro

A profissão chef de cozinha (cozinheiro) ainda está longe de ser valorizada e respeitada como a profissão de advogado ou médico, por exemplo. Profissões vistas com glamour e poder na sociedade brasileira.

Lógico que existem excessões, e chefs como Alex Atala, Roberta Sudbrack ou Troigros recebem status de celebridades. Mas para a maioria dos frequentadores da cozinha isto só existe nas revistas ou programas de TV.

Eu, chef alemão, me pergunto porque ainda existem tantas diferenças na nossa profissão aqui no Brasil? Tanta Supervalorização e subvalorização?

Por falar em profissão de chef de cozinha, você sabia que a profissão chef de cozinha ainda não é reconhecida pelo estado Brasil? (segue aqui a lista de profissões regulamentadas no Brasil)

A gastronomia vive um momento de grande crescimento, inúmeras escolas oferecem hoje cursos técnicos, tecnólogos e bacharéis. Algumas faculdades já tem Pós e não vai demorar para haver um cursos de mestrado em gastronomia.

O sucesso da cozinha brasileira depende dos chefs e cozinheiros deste país. Vamos pensar numa maneira de regularizar o nosso título.

Para sugestões estou aberto.

Abraços, Heiko.

Anúncios

9 Respostas para “Desafios da profissão chef x cozinheiro

  1. Olá chef Heiko, existe um projeto de Lei para criação do Conselho Federal eRegional de Gastronomia (PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 425, DE 2003). Várias pessoas cobrando ajuda. Lembre-se estamos em época de eleição.No site do Senado tem um link em que o cidadão pode entrar em contato com os senadores.
    sds,
    David Castilho.

  2. Heiko,
    como citado acima, existe o projeto, porém a crição de conselhos é inerente ao presidente e não será aprovado junto com a regulamentação.
    Para que esta regulamentação seja concretizada, é preciso que as universidades, profissionais e estudantes de gastronomia se unam e cobrem a aprovação deste projeto. Sem uma mobilização de massa, dificilmente teremos avanços. São 7 anos do projeto de lei, e até o momento nada de significativo foi relizado.
    Abraços

  3. Sou estudante de gastronomia em manaus e vejo como aqui esse mercado é bastante desvalorizado. O glamour das profissões com medico e advogado que eles trabalham como associações e principalmente com comperativas que são bem unidas…bem a nossa não é ….

  4. Mas dois anos se passaram desde está publicação e ainda nada aconteceu para que isso mude !

  5. Imagino que a condição de chef, mesmo com a lei aprovada, só se tornará efetivamente reconhecida quando houver uma regulamentação exigida para bares e restaurantes. Médicos são reconhecidos pq nenhum hospital, farmácias e afins podem funcionar se não houver a ‘assinatura’ de um profissional de saúde. Ninguém pode advogar ou defender causa se não tiver, no mínimo, um diploma reconhecido pela OAB. Porém, para se abrir um restaurante é preciso apenas dinheiro e vontade. Não é obrigatório a presença, nem assinatura, de um chef para tal. Sabemos sim que o diferencial de um chef é enorme, mas ainda é preciso regulamentar até que, enfim, possa ser reconhecido e respeitado como se deve.

  6. A sociedade em geral deveria apoiar a criação de um conselho, uma cozinha é capaz de dar muito prazer ao comensal, porém é uma fonte inesgotavel de perigo, são manipuladores sem um mínimo de preparo chefiados por gente também despreparada. A solução seria a obrigatoriedade de ter um Chef registrado junto ao conselho assinando o cardápio, fiscalizando o trabalho de toda a brigada, já está na hora desses Chef’s importantes e reconhecidos liderarem um movimento nesse sentido, se uma fármacia tem que ter um farmaceutico de plantão, se uma obra tem que ter um responsável técnico, uma cozinha também deveria ter o mesmo tratamento. Talvez o melhor seria não a criação de um conselho próprio, mais sim nos juntarmos ao conselho de Nutrição, que no meu entender não profissões que se completam.

  7. Penso nisso todos os dia, quando o a profissão chef de cozinha será valorizada e respeitada como a profissão de advogado ou médico, mas tenho muita fé… e sei que com trabalho duro e muita dedicação tudo vai se orgaizar e nós chefs seremos um dia valorizados…

    OBS: poderiamos organizar, com todos os trabalhadores possiveis, que atuem nesta area e criar um doc. ou solicitação para o governo brasileiro, pedindo que regularizem a profissão Chef de cozinha, cozinheiro aux. de cozinha, etc!?

  8. Leonardo Menezes de Souza

    Olá Heiko,

    prazer falar com você!!! Sou Chef da Embaixada do Brasil no México e membro da APC, e acho que nós Chefs, cozinheiros e estudantes de Gastronomia deveriamos entrar nessa luta pra valer atrás do nosso objetivo que e a regulamentação da nossa profissão. Ano passado estive com o Chef Marcelo Pinheiro em um evento aqui no México, e conversavamo justamente sobre esse assunto. Acho qu os profissionais de gastronomia desse país deveriam fazer um panelaço demonstrando nossa insatisfação com essa situação.

    Abraços, Chef Léo Menezes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s