Arquivo da tag: Imigração alemã

Receita alemã: Língua ao molho de ervilha – Zunge mit Erbsen

Hoje tenho uma receita dos imigrantes alemães para vocês: Língua ao molho de ervilhas! Na Alemanha a língua de boi é geralmente servida com molhos de carne e raiz forte ou alcaparras. Aqui no Sul do Brasil é mais comum com o molho de ervilhas, que é feito a base do caldo do cozimento da língua.
Aproveitam e Guten Appetitt!

Cozinha alemã

Língua de boi, depois de cozido. A aparência dela deve ser limpa e sem cortes. https://www.instagram.com/heikograbolle/

Ingredientes para cozinhar a língua:

  • 1 língua de boi inteira
  • Temperos: folhas de louro, 2 cravos, pouco tomilho e ervas secas, 1 colher de chá de semente de mostarda, 5 bagas de zimbro
  • 1 Bouquet garni de legumes e ervas frescas (1 cebola, 1 cenoura, 1 talo de salsão, alecrim e talos de salsa)
  • Sal e pimenta ao gosto

Ingredientes para o molho de ervilhas:

  • 80 gr de manteiga
  • 2 cebolas
  • Pouco de alho amassado (ao gosto)
  • 70 gramas de farinha de trigo
  • 2 litros do caldo do cozimento da língua
  • Aprox. 350 gramas de ervilhas verdes congeladas
  • 300 ml de molho de tomate
  • Sal ao gosto

Método de preparo:

Primeiro passo cozinhar a língua em água com os temperos até que fique macia. Deixei ela mais ou menos 1 1/2  hora cozinhando em fogo baixo.

Depois tirar a língua do caldo, passar uma água fria e tirar o couro (o couro se solta sozinho, caso contrário tirar com uma faca, mas cuidado para não perder muita carne). Cortar em fatias finas e reservar.

Método de preparo do molho:

Cortar a cebola em cubinhos e refogar na manteiga. Em seguida adicionar o alho e refogar mais um pouco até ficar dourado. Polvilhar o trigo, refogar um pouco e acrescentar o caldo aos poucos. Colocar as ervilhas e cozinhar tudo em fogo baixo por aproximadamente 10 a 15 minutos.

Finalizar o molho com o molho de tomate e sal ao gosto. Deixar ferver até obter uma consistência levemente cremosa e juntar a língua de boi fatiada. Deixar ferver mais um pouco por aprox. 10 / 15 minutos e pode servir.

Eu gosto muito de servir com purê de batata cremoso, mas também pode ser arroz ou uma massa tipo Spätzle

Cozinha alemã

Língua ao molho de ervilhas

Guten Appetit,

chef alemão Heiko Grabolle.

Conheça a minha coleção de receitas alemãs!

Chef alemão recebe homenagem

Que honra! Recebi ontem uma homenagem da cidade de Blumenau pelo meu trabalho de pesquisa e divulgação da culinária dos imigrantes alemãs!!!

Desde o anúncio até agora ainda estou tentando me controlar, pois eu acredito que o reconhecimento impulsiona o ser humano e receber um reconhecimento destes me emocionou muito e me faz acreditar que tudo o que eu fiz valeu a pena e ainda vale.

Chef alemão

Sou imigrante de uma Alemanha moderna, com muita tecnologia e quando me disseram, lá no começo, que iria encontrar alemães por estas terras, eu duvidei, e para a minha grata surpresa encontrei muito mais.

O Brasil está sedento por Gastronomia, muitos brasileiros estão viajando e conhecendo o mundo e quando voltam eles querem poder reviver as experiências.

É um espaço que não podemos perder, e é por isso que carrego comigo os produtos Catarinenses, para poder apresentar a cozinha dos imigrantes alemães que conheço, uma cozinha saborosa e divertida.

Acredito que podemos fazer muito mais. Temos muito potencial nesta terra!

Obrigado a todos,

Chef Heiko Grabolle.

As 10 receitas alemãs mais famosas

Culinária alemã

#CozinhaAlemã

A tradicional culinária alemã é uma cozinha adaptada ao clima bastante definido entre as estações e a sua geografia. Com uma linguagem rica em qualidade e reaproveitamento,  hoje é a segunda mais estrelada após a França, pois evoluiu suas técnicas e manteve seu precisoso sabor.

Já a culinária alemã do Brasil é uma cozinha mais tradicional e conservadora, com pratos típicos como marreco recheado, joelho de porco (o famoso Eisbein) e o chucrute. Pratos raros no cardápio das casas e restaurnates da Alemanha. Por este motivo que infelizmente a culinária alemã é rotulada como uma culinária pesada e forte.

Por este motivo, eu, o chef alemão Heiko Grabolle, radicado no Brasil desde 2003, venho mostrando através do meu trabalho, os elementos da culinária alemã atual nas receitas, que embora tradicionais trazem sabor e texturas mais leves:

Segue a lista das minhas 10 receitas alemãs mais famosas:

1. Apfelstrudel

Apfelstrudel

Apfelstrudel – rocambole assada recheada com maçã e especiarias.

2. Goulash

Goulash

Goulash (ou tb Gulash) – é um ensopado de carne (que pode ser de bovina, suíno e até de peito de frango), porém se destaca pelo sabor marcante da páprica doce.

3. Purê de maçã

Purê de maçã

Apfelpuree – purê de maçã, combina perfeito com marreco recheado e com carnes assadas.

4. Spätzle

Spätzle

Spätzle – o macarrão caseiro dos alemães.

5. Chucrute

Chucrute

Sauerkraut – chucrute combina muito bem quando cozido com carnes.

6. Hackepeter

Hackepeter

Hackepeter – carne crua temperada e servido na hora.

7. Cuca de banana

Cuca de banana

Bananenkuchen – cuca de banana é bom com canela.

8. Rollmops

Rollmops

Rollmops – peixe em conserva.

9. Eisbein

Joelho de porco

Eisbein – joelho de porco, que pode ser cozido ou assado.

10. Batata assada

Batata assada

Gebackene Kartoffeln – batatas assadas com creme.

11. Chucrute com lingüíça

Chucrute com linguiça

Sauerkraut mit Wurst – chucrute com linguiça, uma combinação perfeita.

Para conhecer mais receitas alemãs segue este link: Minhas Receitas Alemãs

Guten Appetit,

Chef alemão Heiko Grabolle.

Trabalhar na 30ª Oktoberfest

Chegou a hora!!!
Quem quer trabalhar na equipe Heiko-Senac na maior festa alemã das Américas, a 30ª Oktoberfest em Blumenau/SC?

Pela primeira vez o Senac Restaurante-Escola e eu, o chef alemão Heiko Grabolle participamos da Oktoberfest em Blumenau. A festa acontece entre os dias 03 a 20 de outubro de 2013 e conta com mais de 600.000 visitantes.

No nosso stand serão oferecidos os dois lanches mais vendidos na Alemanha – a Curryrwurst e a Bratwurst.

Estamos em fase de contratação e quem tiver interesse leia as instruções e se inscreva no link: http://bit.ly/1cMaF6X

Contamos com você!

Abraços,

Chef alemão Heiko Grabolle.

Cozinha alemã em Blumenau

Num outro post falei como a Culinária dos imigrantes alemãs faz parte da gastronomia brasileira e agora é a vez de resgatar a importância histórica e fortalecer o consumo da rica culinária alemã.

Chef alemão

Culinária dos imigrantes alemãs faz parte da gastronomia brasileira

Como alguns dos meus amigos e colegas já sabem eu acabo de assumir a cozinha do Senac restaurante-escola de Blumenau. Aberto desde 2005, o restaurante está localizado na Casa do Comércio, prédio histórico que abrigou a primeira maternidade da cidade.

Chef alemão

…já é possível provar os pratos tradicionais de grande sucesso como marreco recheado, Kassler, linguiça Blumenau, repolho roxo, purê de maçã, Spätzle, Goulash, batatas gratinadas, entre outros..

O restaurante está se reestruturando e no cardápio do almoço já é possível provar os pratos tradicionais de grande sucesso como marreco recheado, Kassler, linguiça Blumenau, repolho roxo, purê de maçã, Spätzle, Goulash, batatas gratinadas, entre outros. A novidade é que será implantado nas próximas semanas um cardápio diferente para o jantar – uma releitura da Gastronomia Alemã, ou seja, receitas originais da Alemanha atual, receitas dos imigrantes, mas produzidos com os ingredientes dos produtores regionais.

Este trabalho está sendo um grande prazer! Estou podendo trabalhar Gastronomia Alemã atual, conhecer cada vez mais a cozinha dos imigrantes alemães e usar os ingredientes regionais numa releitura sem igual. Tudo isso neste país que me acolheu tão bem.

Chef alemão

A minha nova casa Restaurante-Escola Senac localizada na Casa do Comércio em Blumenau

Segue abaixo o endereço da minha nova casa Senac Restaurante-Escola Blumenau localizada na Casa do Comércio no centro de Blumenau (SC):

Senac Restaurante-Escola Blumenau
Endereço: Alameda Rio Branco, 165
Centro, Blumenau – SC, 89010-300
Telefone:(47) 3222-0005

Aberto de segunda a sábado, das 11h30 às 14h, buffet a quilo e de terças a sábado, das 18h às 23h a la carte.

Aguardo a visita de vocês, abraços!

Chef alemão Heiko Grabolle

O ano da Alemanha no Brasil

Finalmente, após o ano da França no Brasil em 2009 e o ano da Itália no Brasil em outubro de 2011 até junho de 2012 vamos ter o ANO DA ALEMANHA NO BRASIL!

O ano de parceria começa em maio de 2013 e vai até maio de 2014, logo antes da Copa do Mundo.

Alemanha Brasil

Logo oficial – Ano da Alemanha no Brasil 2013-2014/ “Quando ideias se encontram”

O ano tem como missão aproximar e desenvolver as relações entre os dois países. Com mais visibilidade à cooperação a ideia é incentivar novas parcerias e fortalecer as estrutras já existente. O slogan oficial do ano é: “Quando ideias se encontram”.

Além da longa tradição das relações entre a Alemanha e Brasil, vejo que ambos as países podem ter a chance de quebrarem os paradigmas de um país de festa X um país muito conservador. Os brasileiros trabalham sim, e muito, e os alemães sabem fazer suas festas também.

Não precisa muito tempo para perceber que o Brasil oferece muitas oportunidades. Logo que cheguei aqui encontrei o meu espaço e hoje trabalho  apresentando a cozinha alemã contemporânea, porque existe muito mais do que marreco recheado e chucrute!!!

E falando em “muito mais do que marreco recheado e chucrute“, este ano eu tenho a minha homenagem e será uma grande surpresa para quem gosta da cozinha alemã!!! Aguardem!!!

Alemanha Brasil

O Cristo nas cores da Alemanha. Fonte da foto: Daniel Ramalho / Terra.

O dia 03 de outubro é o dia nacional da Alemanha e também é o dia da unificação das duas Alemanhas. Em 03/10/2012 o Rio de Janeiro homenageou a Alemanha iluminando o Cristo Redentor com as cores da bandeira do país consolidando e anunciando também o ano de parceria da Alemanha no Brasil em 2013/2014.

Eu estou entusiasmado para este ano que se prepara. Para quem quer mais informações sobre o evento pode acessar o site alemanha-e-brasil.org.

Desejo muito sucesso! Viel Erfolg und alles Gute,

chef alemão Heiko Grabolle.

Culinária dos imigrantes alemães faz parte da gastronomia brasileira

Há mais de 180 anos que os alemães iniciaram a imigração ao Brasil. E na bagagem, além de poucos pertences trouxeram hábitos e receitas que podemos provar hoje em algumas cidades como Pomerode, Blumenau, Santa Cruz do Sul e Campos do Jordão, por exemplo.

Cozinha dos imigrantes alemãs

Culinária dos imigrantes alemãs faz parte da gastronomia brasileira.

Eu fico muito contente de ver como estas receitas se fixaram e se adaptaram neste país cheio de sabor, cor e aroma. É fácil de ver a técnica da receita misturada com os ingredientes brasileiros. Eu celebro isso!

Acredito que o principal desafio era cultivar e adaptar as receitas a oferta de novos produtos, sofrendo assim algumas alterações. Hoje esta evolução faz parte da culinária brasileira listando, por exemplo, o marreco recheado, joelho à pururuca, truta com pinhão, rocambole de maçã (Apfelstrudel), o leitão assado, a batata recheada, o macarrão caseiro (Spätzle), o peixe em conserva (Rollmops), as diversas cucas com frutas ou cremes, as ricas tortas como a Floresta Negra e Torta Alemã, diversos tipos de linguiças e salsichas como Bock, Weiss e lingüiça tipo Blumenau, etc….

Culinária dos imigrantes alemãs

Salsicha branca, chamada Bratwurst em alemão.

E claro, não podemos nos esquecer da cerveja que é a bebida nacional do Brasil. Com o crescimento gastronômico houve uma valorização da lei de pureza fazendo surgir novas marcas e a degustação virou alvo da gastronomia. Encontramos hoje muitas ofertas e diversos sabores de cerveja no Brasil.

Com a tradição a culinária dos imigrantes alemães no Brasil manteve-se ligada a preparações de receitas que carregam nata, manteiga, bacon, carne de porco, muitos miúdos, queijos, conservas, embutidos, etc., pois era o tipo de alimentação típica para o clima alemão: frio rigoroso com pouco sol.

Algumas receitas sofreram adaptação com o clima no Brasil que ofereceu ingredientes leves, a exemplo das cucas que receberam outras frutas além das maçãs e cerejas, como bananas, carambola, abacaxi, pêssego, coco, etc.

Culinária dos imigrantes alemãs

As culturas de imigrantes estão sofrendo transformações.

Hoje com a evolução da gastronomia no Brasil todas as culturas de imigrantes estão sofrendo transformações e redefinindo suas receitas, além dos pratos tradicionais citados acima o cliente pode optar hoje pelas novas criações como bolinho de batata em crosta de tapioca com farofa de bacon, molho de ervilha, panqueca fria com salmão defumado ou filé Schwarzwald – bife da floresta negra com molho de ervas e aspargo branco.

Culinária dos imigrantes alemãs

Cardápio típico alemão: salsichas e joelho de porco.

Nas minhas produções, eu gosto de usar, por exemplo: lingüiça cozida no chucrute, tulipa de pato, maçã verde caramelada com alfavaca, waffles alemães com sorvete ao molho de quentão, mini-barreado de galeto e feno, filé de linguado ao molho de cerveja, entre outras.

Podemos afirmar, contudo que a cozinha brasileira está evoluindo e entrando no mercado internacional levando seus ingredientes e carregando a influência dos imigrantes.

Abraços,

Chef alemão Heiko Grabolle.