Arquivo da tag: marreco recheado

Cozinha alemã em Blumenau

Num outro post falei como a Culinária dos imigrantes alemãs faz parte da gastronomia brasileira e agora é a vez de resgatar a importância histórica e fortalecer o consumo da rica culinária alemã.

Chef alemão

Culinária dos imigrantes alemãs faz parte da gastronomia brasileira

Como alguns dos meus amigos e colegas já sabem eu acabo de assumir a cozinha do Senac restaurante-escola de Blumenau. Aberto desde 2005, o restaurante está localizado na Casa do Comércio, prédio histórico que abrigou a primeira maternidade da cidade.

Chef alemão

…já é possível provar os pratos tradicionais de grande sucesso como marreco recheado, Kassler, linguiça Blumenau, repolho roxo, purê de maçã, Spätzle, Goulash, batatas gratinadas, entre outros..

O restaurante está se reestruturando e no cardápio do almoço já é possível provar os pratos tradicionais de grande sucesso como marreco recheado, Kassler, linguiça Blumenau, repolho roxo, purê de maçã, Spätzle, Goulash, batatas gratinadas, entre outros. A novidade é que será implantado nas próximas semanas um cardápio diferente para o jantar – uma releitura da Gastronomia Alemã, ou seja, receitas originais da Alemanha atual, receitas dos imigrantes, mas produzidos com os ingredientes dos produtores regionais.

Este trabalho está sendo um grande prazer! Estou podendo trabalhar Gastronomia Alemã atual, conhecer cada vez mais a cozinha dos imigrantes alemães e usar os ingredientes regionais numa releitura sem igual. Tudo isso neste país que me acolheu tão bem.

Chef alemão

A minha nova casa Restaurante-Escola Senac localizada na Casa do Comércio em Blumenau

Segue abaixo o endereço da minha nova casa Senac Restaurante-Escola Blumenau localizada na Casa do Comércio no centro de Blumenau (SC):

Senac Restaurante-Escola Blumenau
Endereço: Alameda Rio Branco, 165
Centro, Blumenau – SC, 89010-300
Telefone:(47) 3222-0005

Aberto de segunda a sábado, das 11h30 às 14h, buffet a quilo e de terças a sábado, das 18h às 23h a la carte.

Aguardo a visita de vocês, abraços!

Chef alemão Heiko Grabolle

Anúncios

Pato ou marreco afinal?

Pato ou marreco? Qual é a diferença? Uma pergunta comum quando se fala da culinária germânica.

Marreco recheado

Pato ou Marreco? Uma pergunta comum quando se fala da culinária germânica.

Na verdade são duas raças diferentes, porém na comercialização do produto no Brasil o animal que é vendido vem de uma mesma raça. Embora existam embalagens com ambas as nomenclaturas. Ai o consumidor se pergunta: Mas porque está escrito em uma embalagem Marreco e na outra Pato se é o mesmo animal?

Marreco recheado

Marreco recheado geralmente acompanha repolho roxo, batatas e purê de maçã.

É simples: se trata de uma expressão regional! Os alemães consumiam o marreco na Alemanha de uma raça que não existe no Brasil, morando no Brasil então, buscaram uma raça semelhante: o Pato de Pequim (animal branco de bico amarelo), porém continuavam chamá-lo de marreco, pois foi preparado e cozido da mesma maneira que o marreco da Alemenha.

Marreco recheado

Marreco recheado geralmente acompanha repolho roxo, batatas e purê de maçã.

A indústria produz o pato, mas se adaptou e para a satisfação dos imigrantes alemães usa a nomenclatura “marreco” nas embalagens. Para quem sabe, compra pato. Mas a cultura é tão presente que até hoje podemos encontrar ambos as nomenclaturas nas embalagens, mas é o mesmo animal.

Fonte: Google e site oficial da Villa Germania (maior produtor de carne de pato na América Latina)

Curiosidade: Tem pessoas que até dizem que o sabor das aves é diferente se for comprar marreco e pato, mas pode acreditar que não é. No Brasil a “grande maioria” comercializado de marrecos e patos vem da raça Pato de Pequim.

Outra curiosidade: A empresa Villa Germania, a maior produtora de carne de pato no país e América Latina é o único que possui o S.I.F. (Serviço de Inspeção Federal). A carne de sol de pato em Maceió, o marreco de Blumenau e o famoso pato Tucupi são todos a mesma ave brasileira: Pato de Pequim.

Viva a gastronomia brasileira!

Abraços,

chef alemão Heiko Grabolle.

O ano da Alemanha no Brasil

Finalmente, após o ano da França no Brasil em 2009 e o ano da Itália no Brasil em outubro de 2011 até junho de 2012 vamos ter o ANO DA ALEMANHA NO BRASIL!

O ano de parceria começa em maio de 2013 e vai até maio de 2014, logo antes da Copa do Mundo.

Alemanha Brasil

Logo oficial – Ano da Alemanha no Brasil 2013-2014/ “Quando ideias se encontram”

O ano tem como missão aproximar e desenvolver as relações entre os dois países. Com mais visibilidade à cooperação a ideia é incentivar novas parcerias e fortalecer as estrutras já existente. O slogan oficial do ano é: “Quando ideias se encontram”.

Além da longa tradição das relações entre a Alemanha e Brasil, vejo que ambos as países podem ter a chance de quebrarem os paradigmas de um país de festa X um país muito conservador. Os brasileiros trabalham sim, e muito, e os alemães sabem fazer suas festas também.

Não precisa muito tempo para perceber que o Brasil oferece muitas oportunidades. Logo que cheguei aqui encontrei o meu espaço e hoje trabalho  apresentando a cozinha alemã contemporânea, porque existe muito mais do que marreco recheado e chucrute!!!

E falando em “muito mais do que marreco recheado e chucrute“, este ano eu tenho a minha homenagem e será uma grande surpresa para quem gosta da cozinha alemã!!! Aguardem!!!

Alemanha Brasil

O Cristo nas cores da Alemanha. Fonte da foto: Daniel Ramalho / Terra.

O dia 03 de outubro é o dia nacional da Alemanha e também é o dia da unificação das duas Alemanhas. Em 03/10/2012 o Rio de Janeiro homenageou a Alemanha iluminando o Cristo Redentor com as cores da bandeira do país consolidando e anunciando também o ano de parceria da Alemanha no Brasil em 2013/2014.

Eu estou entusiasmado para este ano que se prepara. Para quem quer mais informações sobre o evento pode acessar o site alemanha-e-brasil.org.

Desejo muito sucesso! Viel Erfolg und alles Gute,

chef alemão Heiko Grabolle.

Receita alemã: repolho roxo a moda alemã

Você sabia que um dos acompanhamentos mais comuns da culinária alemã é o repolho roxo cozido? Ele recebeu vários nomes na cozinha dos imigrantes alemãs: Rotkohl, Rotkraut ou até Blaukraut! Este legume é muito versátil, pois pode ser servido como saldada ou acompanhamento. Abaixo apresento a receita do repolho roxo à moda alemã, que contém maçã e vinho tinto. Aproveitem!!!

Receita alemã

Repolho roxo – Ele recebeu vários nomes na cozinha dos imigrantes alemãs: Rotkohl, Rotkraut ou até Blaukraut!

Ingredientes:

1 repolho roxo cortado em tiras finas
1 colher (sopa) de sal
1 colher (sopa) de açúcar
150 ml de vinho tinto seco
50 ml de vinho do Porto
50 ml de vinagre de vinho tinto
1 maçã tipo Fuji cortada em pequenos cubos
2 folhas de louro
1 pedaço pequeno de canela em pau

Método de preparo:

Misturar todos os ingredientes, amassar com a mão e reservar por 24 horas na geladeira. Colocar numa panela e ferver em fogo baixo sempre mexendo por aproximadamente 1 hora até ficar bem cozido e úmido.

Obs: Caso necessário acrescente água para manter a umidade e sal e açúcar a gosto.

Dica: combina perfeito com marreco recheado e purê de maçã!

Guten Appetit,

chef alemão Heiko Grabolle.

Para conhecer mais receitas alemãs acesse: As receitas do chef alemão | Chef Heiko Grabolle

Receita alemã: Marreco recheado

Acredito que os pratos típicos alemães como chucrute, lingüiça e joelho de porco estão entre os mais conhecidos. Mas nada se compara ao famoso marreco recheado, o “gefüllte Ente”, que com certeza será o mais vendido na Oktoberfest – a maior festa da América Latina.

O prato geralmente acompanha repolho roxo, batatas e claro o purê de maçã contemplando a questão comentada do post anterior salgado com doce.

Receita alemã: marreco recheado

Marreco recheado com repolho roxo, batata e purê de maçã

Foto: Michel Téo Sin

Seguem abaixo a receita completa do Marreco recheado, para 4 pessoas:

Ingredientes:

  • 1 marreco da marca Villa Germania
  • 250 gramas de moela
  • 50 gramas de fígado
  • 50 gramas de bacon defumado
  • 1 ovo
  • 1 cebola picada
  • ½ xícara de farinha de rosca
  • ½ xícara de cheiro verde picado
  • Sal e pimenta do reino fresco

Modo de Preparo:

Lavar o marreco Villa Germania e temperar por fora e por dentro com sal e pimenta do reino. Moer a moela e reservar numa tigela. Picar o fígado e o bacon e acrescentar a moela. Em seguida misturar com todos os ingredientes restantes até obter um recheio consistente e firme. Temperar com sal e pimenta do reino e rechear o marreco. Assar numa travessa em 160º C por aproximadamente 2 horas e meia. Importante: deglacear de 20 em 20 minutos com água e um pouco de óleo.  Servir o marreco com repolho roxo, purê de maçã e batatas.

Guten Appetit.

Chef alemão Heiko Grabolle.

Para mais receitas alemãs acesse: As receitas do chef alemão | Chef Heiko Grabolle

Como cozinhar para 500 pessoas?

Cozinhar para 4 ou 6 pessoas não é uma tarefa difícil. Ler a receita, fazer as compras, comandar as panelas e preparar o ambiente. Rapidamente qualquer pessoa pode ser capaz de criar um jantar.

Mas a questão que a nossa profissão, não é cozinhar para 4 ou 6 pessoas somente, e sim para 60, 200, 500 pessoas, ou mais.

E é neste momento que percebemos a dificuldade de muitos liderarem uma equipe, pois para cozinhar para 500 pessoas nenhum chef faz sozinho. Desde elaborar o cardápio, quantidade de ingredientes, fazer as compras, receber a mercadoria e ainda, contudo manter a organização, trabalho constante com eficiência para um delicioso jantar.

Como também sou chef consultor e sempre gosto de compartilhar os meus pensamentos queria deixar aqui um exemplo, ou melhor, umas dicas de como cozinhar um purê de maçã para 500 pessoas, feito com 60 kg de pura maçã. Espero que gostem!

Seguem as fotos passo a passo:

Facas e equipamentos principais

1 – Lavar todas as maçãs.

2 – Cortar o topo e a base de cada maçã.

3 – Lavar novamente todas as maçãs.

Importante: igual numa produção de carros, a cozinha deve trabalhar com linhas de produção e cada processo deve seguir do princípio ao fim sem cruzar tarefa (evita acidente e agiliza o processo).

4 – Descascar todas as maçãs – de cima para baixo. Notar que o topo e a base foram cortados, então descascar agora fica muito mais fácil e rápido.

5 – Deixar as maçãs em água limpa com vinagre para minimizar o processo de oxidação. Mesmo assim, não se preocupe com as manchas e nem com a cor amarelada de oxidação, tudo vai desaparecer durante a cocção.

6 – Remover as sementes.

7 – Cortar as maçãs pelo meio limpar os restos de sementes e talos que ficaram.

8 – Lavar as maçãs novamente.

9 – Ferver com água em fogo alto. Adicionar 3 kg de açúcar e canela.

10 – Assim que ferver baixar o fogo e deixar ferver lentamente.

11 – Manter o cozimento lento até as maçãs dissolverem e o purê engrossar. Atenção, mexer o purê periodicamente para não queimar. Este processo pode levar de 3 a 4 horas.

O resultado vai ser um purê de maçã, feito artesanalmente com sabor levemente adocicado, pouca canela e rico em sabor de maçã fresca. Uma delícia para servir com marreco recheado ou outros pratos que desejar.

Abraços e bom trabalho,

chef alemão Heiko Grabolle.

Comida alemã na Oktoberfest

Marreco recheado

Receita alemã: um dos pratos mais famosos é o Marreco recheado, produto criado pela Empresa Villa Germania

O Oktoberfest é a maior festa alemã na Ámerica do Sul que acontece sempre no mês de outubro. Esta festa alemã é famosa pelas tradições, danças, oferta de cervejas e culinária típica alemã. Conheça abaixo os pratos típicos da cozinha alemã que vc pode encontrar na Oktoberfest em Blumenau:

Então já programou a sua vinda? A  maior festa alemã das Américas, a 28º OKTOBERFEST tem início do dia 06 de outubro e vai até dia 23 de outubro 2011.

Para mais informações acesse: http://www.oktoberfestblumenau.com.br

Ein Prosit para todos,

Chef alemão Heiko Grabolle.